Você está aqui: Home › Colunas › Artigos
Artigos

E-mail: jornal@oindependentetupa.com.br

29/09/2017
Recados do Rodrigão

Uma época feliz em Tupaciguara

Um apelido diferente e significativo

 

Muitas pessoas ao lerem notas e comentários durante a organização do segundo encontro do Tupaciguarinha, indagavam:

- Quem é o Trindade?

Hoje faremos os devidos esclarecimentos. Trata-se do Marco Antônio da Silva, filho da Nenzinha do Capingo, sobrinho entre outros da dona Odília das galinhadas e das empadinhas e do Joubert, nosso querido e saudoso “homem mau”.

Marco Antônio casou-se com Lucimar, filha da Jovita “Dé” e do Elico. 

Hoje mora em Brasília onde exerceu até pouco tempo função importante como funcionário do Banco Central do Brasil.

E de onde veio o “Trindade”? Dona Assumpta Sarur, dedicada e zelosa professora de desenho, sempre que entrava na sala de aula, antes de começar a ministrá-la, convocava os alunos para fazerem uma oração. Certo dia, chegou ao ginásio em cima da hora e não cumpriu aquele costumeiro ritual, já iniciando a aula, com a matéria do dia.

Quem estudou, sabe disso, em toda turma existe os mais sabidos (e os mais bobos) do que os outros e naquela oportunidade o mais perspicaz foi o Marco Antônio, que notando a falta da oração inicial, perguntou à mãe do Miguel, do Paulo Roberto, da Odete e Sara Sâmia: 

“Dona Assumpta”, a senhora não vai rezar para nós A SANTÍSSIMA TRINDADE? E numa sala de aula, após gargalhadas mil, não precisava de mais nada e ele daquele momento em diante passou a ser o Santíssima Trindade, até que um dos mais econômicos, resolveu suprimir um pedaço do apelido, que ficou sendo apenas o Trindade.

Hoje ele dá risadas quando fala de seu apelido, que apesar de não ter nada a ver com seu nome de batismo, para a família Tupaciguarinha, afins e simpatizantes, ficou definitivamente incorporado a sua pessoa e soa carinhoso e gentil como o é, de fato, o seu titular.

Obrigado Getúlio Santana, quando naquela tarde ao visitarmos o Paulo César no hospital, você me forneceu o cartão do Trindade, de quem lembrei me imediatamente, para que o contatássemos para participar do nosso evento e valeu a pena, pois todos comentaram da alegria de conviver naqueles dois dias com nosso amigo Trindade.

 

Até qualquer dia.....

Veja mais em "Artigos" [veja todos]

Última Edição

Coluna Social

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia de Tupaciguara e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!