Você está aqui: Home › História
História

 

34 anos de história para uma “Tupaciguara Acima de Tudo”

 

Tudo começou com o sonho de um cidadão, conhecido por “Rodrigão”, então funcionário do Banco do Brasil, que estava em Tupaciguara como profissional e que a sua paixão pelo município foi criando vínculos fortes e crescentes, com todos os segmentos sociais da cidade. Antônio Rodrigo Dias sentiu que poderia aumentar ainda mais a sua já vasta folha de prestação de serviços sociais, feita através do Lions Clube, da Sociedade São Vicente de Paulo e dos segmentos religiosos da Igreja Católica. Daí com a anuência de mais três amigos, jornalista João Domingos, de Araguari, o empresário gráfico Eurides Machado, de Uberlândia, e o contabilista Joaquim do Carmo Santana, de Tupaciguara, surgiu a idéia de se criar em Tupaciguara um jornal. Em 22 de março de 1978 circulou, para agrado dos tupaciguarenses, a primeira edição do Jornal O Independente, impresso ainda em linotipo. Na época, um meio de comunicação escrito que traria em suas páginas os fatos de relevância e destaque de Tupaciguara. Desde então, sempre pautando pela sua independência ideológica, comunitária e política, o Jornal O Independente passou a chegar aos lares tupaciguarenses através de assinaturas, que eram feitas com o único objetivo de ajudar a custear as despesas ativas do jornal, tendo em vista que o periódico era editado mais como hobby do que como meio de se ganhar dinheiro.

O tempo foi passando, as coisas acontecendo e em novembro de 1981, chegou para Tupaciguara um jovem cheio de sonhos e vontade de vencer através do trabalho. Gilberto Motta, um goiano da cidade de Ipameri, na época com seus 28 anos de idade, buscava em Tupaciguara meios para se fixar e poder estar ao lado de Rosânia Márcia Silva, que conseguiu conquistar seu coração e que viria, em setembro de 1982, ser a sua esposa, com quem teve dois filhos, Rafael e Rodrigo, bem como sócia na empresa editora do Jornal O Independente. Ao ser contratado como agente comercial do jornal, dentro da mais pura verdade, Gilberto nunca pensou que um dia viria a ser o proprietário do único meio de comunicação escrito de Tupaciguara. Em maio de 1982, depois da transferência de Rodrigo Dias para a cidade de Presidente Olegário – MG, Gilberto Motta adquiriu a empresa que detinha o direito de publicação do jornal O INDEPENDENTE – “Tupaciguara Acima de Tudo”, que passou a ser não somente uma empresa criada por hobby, mas uma empresa que daria ao seu proprietário condições de criar e educar seus filhos, como assim aconteceu. Com muito trabalho e dedicação e, em especial, a indispensável colaboração do professor Danilo Salviano Santana que imputou todo o seu apoio na revisão e ajustamento de todas as matérias que eram editadas no jornal. Não menos indispensável foi a contribuição do saudoso Dr. Enodes de Oliveira que, através de um aval para a compra do jornal por parte do Gilberto, possibilitou que este importante meio de comunicação, que hoje, por força da Lei Municipal Nº 1.250/80, de 22 de setembro de 1980, é considerado de Utilidade Pública Municipal, continuasse o seu trabalho de informar e fazer de fatos notícias para seus assinantes e leitores. Outra pessoa que jamais poderia ficar ausente ao lado daqueles que ajudaram a fazer a história desse informativo foi o professor Carlos Antônio do Vale que, sabendo das limitações redatoras do editor-chefe do jornal, Gilberto Motta, que não tinha formação acadêmica em jornalismo, ofereceu-lhe, gratuitamente, um curso de redação. Esta oferta possibilitou que Gilberto pudesse adquirir mais conhecimentos da língua portuguesa, abrindo assim a possibilidade da continuidade do Jornal O Independente até os dias de hoje.

Já são 34 anos de existência de O Independente, destes 30 anos estão sob a responsabilidade administrativa de Gilberto Motta. Durante todo esse tempo, altos e baixos aconteceram, mas nada pôde abalar a forte estrutura do jornal O Independente. O cômico de todos esses anos é que o Gilberto, pela boca de alguns, nunca foi dono do jornal. Segundo as más línguas ele sempre foi um mero “testa de ferro”. Tudo isto porque o jornal sempre buscou servir as administrações que estiveram à frente do Poder Executivo nesses 31 anos, através dos prefeitos: Dr. Enodes de Oliveira, Francisco Menezes Borges, Maria Helena Alves de Oliveira e Alexandre Berquó Dias. Mas isto nunca afetou o desempenho do Diretor Responsável do jornal, Gilberto Motta, que sempre colocou à frente dos seus atos, a necessidade que o município tinha em ter o seu jornal funcionando da melhor maneira possível.

Esta é uma síntese do que é e foi o Jornal O independente. Este é um pequeno relato de 30 anos de muito trabalho e dedicação de uma família que sempre buscou trabalhar por Tupaciguara e pelo seu povo. Assim sempre será o caminho a ser percorrido pelo Jornal O Independente, que tem em seu slogan a sua premissa de ação: “Tupaciguara Acima de Tudo”.

 

Última Edição

Coluna Social

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia de Tupaciguara e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!